By Patrick Hieger

[Catraca Livre]

[Catraca Livre]

Although we weren’t supposed to get the official results for the first-ever Michelin Guide for Brazil  (and the first for Latin America) until April 8, as it seems to happen with almost every new update to the guide worldwide, the results were leaked online this morning. Featuring a total of 17 restaurants and 18 total stars, there were no three-star restaurants announced, Alex Atala’s D.O.M., in São Paulo, was the only restaurant to receive two stars. The list includes the majority of Brazilian restaurants that are also included on the list of Latin America’s 50 Best Restaurants. Maní, Epice, Roberta Sudbrack, and Attimo, amongst others, were all given one Michelin Star.

Sadly omniscient from the list was São Paulo’s beloved Mocotó. Having been around for the better part of 50 years, and having experienced a renaissance when the owner’s son, Rodrigo Oliveira, took over the restaurant’s daily operations, it seems like it might have been a shoe-in. Those Michelin judges are tough, though. After all, not even Denmark’s Noma, which has held the number one spot on the list of the World’s 50 Best Restaurants, doesn’t have three Michelin stars. Here’s hoping for different results next year.

Alex Atala quickly took to social media this morning to announce his two stars, obviously elated with the outcome. The results are live on Michelin’s page for now, and will officially be released on April 8. For the results, see below.

Congratulations to Brazil and Latin America. This is a massive move forward for the region and its world-class gastronomy.

Two Stars
D.O.M. 
One Stars
Huto
Dalva e Dito
Oro
Roberta Sudbrack
Kinoshita
Epice
Kosushi
Tuju
Le Pré Catelan
Olympe
Attimo
Maní
Jun Sakamoto
Mee
Lasai
Fasano

Embora nós não deveria ser feito para obter os resultados oficiais da primeira vez guia Michelin para o Brasil (e o primeiro para a América Latina) até o dia 8 de Abril, como parece acontecer com quase todas as novas actualizações para o guia no mundo, os resultados foram divulgados online esta manhã. Com um total de 17 restaurantes e total de 18 estrelas, não houve três-estrelas restaurantes anunciou, D. O. M., do Alex Atala, em São Paulo, foi o único restaurante a receber duas estrelas. A lista inclui a maioria dos restaurantes brasileiros que também estão incluídos na lista dos países da Latin America’s 50 Best Restaurants. Maní, Epice, Roberta Sudbrack, e Attimo, entre outros, foram todas dadas uma estrela Michelin.

Infelizmente onisciente da lista foi a amada Mocotó do São Paulo. Tendo sido ao redor para a melhor parte de 50 anos, e tendo experimentado um renascimento quando o filho do proprietário, Rodrigo Oliveira, assumiu as operações diárias do restaurante, parece que ele poderia ter sido um tênis. Os Michelin juízes são difíceis, apesar de tudo. Depois de tudo, nem mesmo Noma, do Dinamarca, que tem mantido o número um local na lista dos World’s 50 Best Restaurants, não têm três estrelas Michelin. Aqui está esperando por resultados diferentes no próximo ano.

Alex Atala tomou rapidamente a mídia social nesta manhã para anunciar suas duas estrelas, obviamente, eufóricos com os resultados. Os resultados estão ao vivo na página da Michelin para agora, e será oficialmente lançado no dia 8 de Abril. Para os resultados, veja arriba.

Parabéns para o Brasil e a América Latina. Este é um enorme passo em frente para a região e a sua gastronomia.

Share on Facebook0Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Email to someoneShare on StumbleUpon0